Diretrizes para criação de propostas em BIM

Luiz Barros Dicas

Olá caros leitores!

Retomei algumas leituras nesse período e um tema chamou minha atenção, gostaria de compartilha-lo com vocês para quem sabe construirmos juntos esse post. Tratam-se das diretrizes de uma proposta de serviços BIM. O BIM ainda é novo no Brasil e devido suas possibilidades não descobertas, ainda é uma incógnita para muitos até mesmo em outros países. A quantidade de entregáveis, no âmbito do planejamento, construção, documentação, análises e etc é muito grande e muitas vezes os clientes ainda não sabem o verdadeiro potencial das ferramentas BIM, não sabem até onde querem chegar, ou em alguns casos querem receber algo que é mais compatível com o modelo tradicional de produção. A ultima opção talvez ocorra tanto porque ainda fazemos paralelos entre o serviço prestado em BIM e o modelo tradicional de serviço. Com isso em mente pergunto: O que não devemos deixar de colocar nas nossas propostas de serviço BIM?

Abaixo seguem algumas diretrizes

Escopo e detalhe da informação do modelo: Essa informação pautará o nível de informação que os contratantes irão encontrar. E essa decisão deve seguir os objetivos que o contratante deseja alcançar. Níveis de desenvolvimento (LOD) são diferenciados para cada etapa de projeto. O nível de desenvolvimento (LOD)(Level of Detail) de uma análise da forma ou verificação do programa, ambos numa etapa preliminar não será o mesmo de uma simulação das operações ou análise do desempenho de uma etapa mais avançada do projeto. Para isso podemos utilizar este protocolo do site BIMForum que nos auxiliará na definição do LOD do serviço.

Usos da informação do modelo: Identificar e especificar a finalidade dos serviços a serem prestados. Se o modelo ou resultado será utilizado para coordenação, revisão do projeto em tempo real, ou para análise energética. Essa definição irá direcioná-lo e mantê-lo focado em entregar um produto que atenda o que foi proposto.

Organização da informação do modelo: É preciso explicitar que o modelo seguirá uma organização dos elementos, serviços, itens e etc. Identificar qual norma será seguida e se achar devido justificar a escolha. Em outros momentos o contratante solicitará que seja seguido as nomenclaturas e organização da empresa. Essa definição no início do serviço poderá evitar grandes desastres e desgastes no final. rs

 

E vocês? O que tem a contribuir? Aguardamos seus comentários. Até a próxima!